23 de mar. de 2020

Por que viveremos?

Carta aberta.

Aos Ceifeiros, nossos intercessores, mantenedores e voluntários, à Igreja Brasileira, paz e alegria de nosso Senhor Jesus Cristo sejam com vocês. Oro para que estejam firmes na fé e guardados sob a poderosa mão do Senhor.

Enquanto escrevo a vocês, a pandemia da COVID-19 avança impiedosamente. Sobre isso, quero animar-lhes a que não se deixem intimidar. Não tenham medo do que o mundo teme e lembrem que Jesus Cristo é o Senhor. O medo leva muitos ao erro. A covardia é chamada de prudência; a falta de fé é tomada por ciência; a esperança se perde nos poderosos; nós, porém, se estamos em Cristo, devemos ter discernimento e permanecer inabaláveis.

Sobre isso, propus à nossa equipe o exemplo do apóstolo Paulo quando marchava para Jerusalém impelido pelo Espírito Santo, sabendo que prisões e sofrimentos o aguardavam: “Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão somente puder terminar a corrida e completar o ministério que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do evangelho da graça de Deus” At 20:24. Imitando a Cristo, Paulo decidiu em função de sua missão. Isso estabelece um princípio bíblico que desejo seguir e exorto a quem me ouve a fazer o mesmo.

Ir ou não ir, fazer ou não fazer, falar ou não falar... enquanto muitos tentam decidir essas coisas olhando para a feiura do Coronavírus, nós devemos tomar decisões com os olhos fixos na divina missão e ministério confiados a nós. Nossa missão bíblica é exclusivamente comunicar o Evangelho. Se o valor de nossa vida é determinado pelo cumprimento dessa missão, não teremos dúvida ao tomar cada decisão nesse cenário escatológico. É por isso que nos concentramos em continuar ajudando as igrejas evangélicas brasileiras a cumprir sua missão bíblica de evangelizar todo o mundo, mesmo na presente situação.

Saibam que, o quanto possível, continuaremos vivos e saudáveis para que nossa missão divina se realize. Convido vocês a fazerem o mesmo. Nossa vida não terá valor se não cumprirmos a vontade de Deus. Portanto, irmãos, continuemos a viver, orando, contribuindo e trabalhando juntos para que cada criança, adolescente e jovem em cada país do mundo, receba uma apresentação relevante do Evangelho, mesmo sob a ameaça da COVID-19. Se fizermos assim, o Senhor Jesus estará conosco todos os dias até o fim dos tempos!

Seu para cumprirmos a missão divina,

José Bernardo
AMME evangelizar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.