26 de dez. de 2019

A Geração Z

José Bernardo

O conceito sociológico Geração Z ou GenZ modela diversas áreas importantes como a educação e o marketing. Contudo, quando tentamos definir o que é a Geração Z, como e porque ela se comporta, entramos em um labirinto difícil de evadir. De modo geral, se aceita que essa geração começou a nascer em 1995, com o advento da Web comercial (1996 no Brasil), pelo que seus integrantes são chamados de ‘nativos digitais’, dispendem tempo significativo on-line (acima de 9 horas em média no Brasil), são afetados pela terceira oralidade, consomem cultura global, e se descrevem como apressados, pragmáticos, autônomos e teimosos.

Quando nos aprofundamos no tema, cada descrição dessa coorte tem aspectos divergentes e até diagnósticos conflitantes, sendo possível apontar diferentes razões para isso, das quais a especialização científica parece ser a principal. Conforme as pesquisas são realizadas ou as estatísticas interpretadas por sociólogos, historiadores, psicólogos e psicanalistas, médicos etc., obtém-se visões diferentes que não são harmonizadas por causa de seu isolamento. Por outro lado, os mitos da globalização, como da hegemonia cultural do ponto de vista anglófono, também influenciam a construção dos conceitos; temos ainda a falta de parâmetros universais, sejam históricos sejam dimensionais, na categorização e na classificação estatísticas.

Em tudo isso, o maior perigo que corremos como líderes cristãos ao analisar a Geração Z, é nos rendermos à sua exuberante postura como se fosse definitiva. Nós recebemos a missão de discipular culturas (Mt 28:19), cremos que a Palavra de Deus é poderosa e com ela “Destruímos argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo” 2Co 10:5. Portanto, enquanto navegamos por informações desencontradas e duvidosas, enquanto lidamos com jovens e adolescentes ávidos, ousados, que parecem saber tudo o que querem, não perdemos a visão transformacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.