21 de out de 2017

Ministerial x empresarial

José Bernardo

Aprendi que gestão e liderança podem existir como uma boa disposição dada por Deus. Entristece ver como alguns crentes à frente de organizações cristãs tem dificuldade em discutir temas de gestão e liderança, por pensarem que não podem conduzir um ministério como um empreendimento. É claro que não podemos tratar de liderança como o mundo a trata, e os teóricos da administração secular passam longe da verdade, muitas vezes. Porém, quando Jesus disse “Não será assim entre vocês. Pelo contrário...” Mt 20:26, deixa implícito que há uma maneira cristã, bíblica, de gerenciar e de liderar. Não podemos simplesmente ignorar isso e falhar na construção de uma organização eficiente e eficaz apenas para parecermos mais espirituais. O termo empresarial que estou usando aqui tem origem no latim a partir do prefixo em e do sufixo prender, assim, empresa, empresarial, empreender e empreendimento, fazem todos a ideia de capturar algo para si, ou realizar alguma coisa. Nesse sentido, o ministério deve ser empresarial, isto é, deve realizar algo, capturar alguma coisa que depois será apresentada a Deus. Essa é a perfeita ideia da colheita que somos chamados a fazer. Não se pode cumprir um ministério se isso não resulta na captura ou realização de algo valioso. Então, para ser empresarial, o ministério precisa ser intencional e organizado, precisa definir objetivos e planejar o modo de alcança-los. A desorganização não serve melhor aos propósitos divinos, nem a confusão abre mais espaço para a atuação do Espírito Santo. Pelo contrário, a Palavra de Deus é rica em ensino sobre administração e a maior parte dos escritores bíblicos foi de excelentes empreendedores. Quando o apóstolo Paulo ensinou aos crentes de Roma que não deveriam se conformar com o pensamento mundano, disse que cada crente estava dotado por Deus de uma boa disposição para realizar coisas. Na lista de boas disposições divinas que faz, não se distinguem dons espirituais de dons naturais. Tudo vem de Deus, tudo se deve a ele. Então, entre tais boas disposições divinas ele também apresenta estas: “Se o seu dom é servir, sirva... se é exercer liderança, que a exerça com zelo...” Rm 12:7,8. Eu sempre encontrei uma riqueza inesgotável de ensino sobre gestão e liderança na Palavra de Deus, mesmo para administrar empresas que dirigi. Então não acho estranho procurar esses ensinos para tornar o ministério mais eficiente e eficaz. Não há erro em organizar o ministério para fazê-lo mais produtivo.
............................................
José Bernardo
Siga o meu blog: www.sejamsantos.org
curta minha página: www.fb.com/josebernardo.job
siga-me no Instagram: @josebernardo.amme 
............................................
#JoséBernardo #SejamSantos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.