16 de jul de 2017

Vontade

José Bernardo

Aprendi que Deus é absolutamente soberano em sua vontade. Muito frequentemente os crentes têm orado como se a vontade de Deus fosse se realizar a partir do momento em que se rendem a ela. Agem como se Deus precisasse da permissão dos homens, como se o Todo Poderoso esperasse pela concordância de sua vontade para então agir. Depois de 42 capítulos das mais contundentes divergências filosóficas, teológicas e vivenciais, a conclusão de Jó é essa: “Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado” Jó 42:2. 

Jesus in his kingly glory, Danny Hahlbohm (detalhe)

Enquanto discutia os fatos de sua própria vida, Jó enfrentou todos os dilemas que as pessoas trazem à tona quando pensam na soberania de Deus. Sua conclusão é de que falou de coisas que não entendia. Sua teologia era aquela de muitos crentes ainda, uma teologia de ouvir falar. Em sua experiência pessoal com Deus, Jó encontrou a absoluta soberania divina, achou a vontade manifesta de Deus, aquela já realizada. Não devemos olhar para a vontade de Deus como algo futuro. Não devemos orar como se Deus só fosse realizar sua vontade a partir de nossa oração. Tudo o que tem nos acontecido, quer nos pareça bem ou mal, tudo o que temos, quer nos pareça pouco ou muito, aquilo que nos é dado a fazer conforme as nossas forças, o lugar onde estamos e as pessoas que nos cercam, essa é a vontade manifesta de Deus. Quando aprendi isso, esse versículo se tornou uma ‘oração respiratória’ para mim. Frequentemente tenho orado sem cessar esse versículo, para me lembrar de que Deus já tem feito sua vontade desde a fundação do mundo. Ele está no controle de tudo e de todos e o que me falta é entrar em contato com essa realidade, deixando de lado a ilusão de que minha vontade fará alguma diferença. Assim, sei que minha vontade não pode competir com a vontade manifesta de Deus. O Senhor é soberano e a minha ilusão de poder existe em meu próprio prejuízo. Como Jó, devemos nos menosprezar e arrepender até o pó e a cinza (Jó 42:6). Tudo o que existe e acontece está sob o controle divino, essa é a vontade manifesta de Deus, e ela assegura que no futuro Deus continuará a fazer tudo e somente o que ele quer. Nenhum de seus planos pode ser impedido, por isso nos alegramos e confiamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.