16 de jul de 2017

Medo

José Bernardo

Aprendi que o medo pode ser vital. Estamos habituados a ver o medo como um sentimento negativo, tanto que, quando queremos apresenta-lo positivamente, procuramos outras palavras para nos referirmos a esse sentimento. Temor, reverência ou prudência são palavras usadas quando originalmente o termo é simplesmente medo. 

The Storm on the Sea of Galilee, Rembrandt van Rijn (Detalhe)

Um bom exemplo é "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é entendimento” Pv 9:10, ali o hb. yirah, traduzido como temor é a palavra comum para medo. Outro exemplo, agora no Novo Testamento, é a descrição de como os primeiros crentes viviam: “Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos” At 2:43. O termo gr. phobos, que originou a palavra ‘fobia’ no português, traduzido como temor, nada mais é do que medo, da raiz de ‘afastar’ ou fugir. Há algum tempo li um artigo sobre o enorme prejuízo que representa a amputação social do medo, incapacitando as pessoas a fugirem do perigo quando se defrontam com uma ameaça. Esse é o problema em nosso reconhecimento do valor positivo dessa emoção primária. Não esqueço que a Palavra de Deus também diz que “No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor” 1Jo 4:18. Então, o problema não é o medo, mas o mal direcionamento dele. Quando tememos algo que não deve ser temido, isso está errado, é ruim. Isaías disse que o Senhor falou com ele para não ter medo do que os ímpios temiam: “Ao Senhor dos Exércitos é que vocês devem considerar santo, a ele é que vocês devem temer, dele é que vocês devem ter pavor” Is 8:13. Pedro aplicou esse mesmo texto a Jesus 1Pe 3:14,15. Essa geração, que parece ser tão destemida, não teme ao que deveria temer, por isso é ignorante acerca de Deus e já não vê suas maravilhas e sinais.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.