4 de mar de 2014

Não retenha a disciplina

Leitura3’40’’

Em sua palestra na 4ª Consciência Cristã Teen o Dr. Russell Shedd mencionou um conjunto de quatro disciplinas fundamentais que o adolescente deve ter recebido de seus pais para se tornar um adulto equilibrado. Achei muito interessante e hoje, almoçando com ele, perguntei-lhe da fonte dessa ideia. Ele me disse que vem de Morgan Scott Peck, psiquiatra norte-americano, falecido em 2005, e se referiu a ele como ‘quase evangélico’, no sentido de suas ideias serem bem compatíveis com as Escrituras e, muito provavelmente, inspiradas em princípios cristãos.

Fui procurar e vi que, de fato, essas ideias de Peck sobre disciplina ocupam a primeira parte de seu primeiro livro, The road less traveled (A estrada menos percorrida), publicado em 1978. O livro se inicia com um princípio contundente: 'A vida é difícil'. O autor argumenta que a natureza da vida não é ser fácil, pelo contrário, consiste em uma série de problemas que podem ser resolvidos ou ignorados.

Depois o autor se dedica a apresentar a disciplina como elemento essencial da saúde emocional, psíquica e espiritual, destacando os quatro aspectos que o Dr. Shedd mencionou: Espera pela gratificação – sacrificar o conforto do presente para ganhos futuros; Aceitação de responsabilidade – aceitar responsabilidade pelas próprias decisões; Dedicação à verdade – honestidade, tanto nas palavras como nos atos; Equilíbrio – administrar demandas conflitantes, ser capaz de priorizar entre diferentes demandas.

Venho dizendo aos adolescentes que
receberam disciplina de seus pais para serem gratos por isso. Na infância, na medida em que uma criança precisa refrear sua carne para fazer o que os pais mandam, desenvolve a capacidade de autocontrole. Para pessoas assim, crucificar a carne e submeterem-se ao Governo de Deus será mais fácil. Já a pessoa que chega à adolescência sem disciplina terá muito mais dificuldades em santificar-se e enfrentará maior sofrimento na luta contra a carne.

Aos pais tenho dito que só poderão disciplinar seus filhos se forem disciplinados. Disciplinar exige disciplina. É por isso que entendo estar a chave da disciplina nessas palavras de Jesus: “Seja o seu sim, sim, e o seu não, não; o que passar disso vem do Maligno.” Mateus5:37. Pais que não mantém sua palavra sobre o que pode e o que não pode, que não cumprem suas promessas, que não agem de acordo com o que dizem, estão agindo malignamente e infringindo um eterno prejuízo aos seus filhos.

Infelizmente o que mais temos encontrado são adolescentes que não sabem esperar, por isso começam a namorar cedo, pecam contra a castidade, enfurecem ao Senhor e sofrem o prejuízo; adolescentes que não assumem responsabilidades, antes andam conforme o mundo, incompetentes, apenas com direitos, sem deveres; adolescentes que vivem de aparências, espertinhos quando se trata de tirar vantagem de qualquer situação, que mentem até mesmo nas pequenas coisas; adolescentes desequilibrados, que não reconhecem prioridades, que fazem somente o que têm vontade e que exageram no que fazem.

Aos adolescentes que são assim, sem disciplina, digo que aceitem ser disciplinados, que busquem pessoas e situações que possam ainda resgatar a disciplina que não obtiveram, porque isso lhes fará falta em todas as situações de suas vidas. Aos pais de crianças que podem ser mais facilmente disciplinadas, digo que façam um compromisso de serem firmes e constantes em suas ordens justas, nas exigências equilibradas. Não retenham a disciplina (Pv 13:24).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.