19 de fev de 2014

Resposta social fundamental

A excelência do ensino em missões II
Leitura: 2'

Vivemos uns dias em que ser bom, estar bem e fazer coisas boas se tornou a religião universal. Com isso todos esperam uma resposta dos missionários cristãos às necessidades humanas. Como relacionamos essa demanda à fé cristã, ao Evangelho cristocêntrico do Reino de Deus? Como lidamos até com nossa própria empatia e compaixão diante do elevado propósito de fazer a vontade de Deus acima de tudo? Marcos propõe o Filho do Homem como modelo também para essa questão.

“Quando Jesus saiu do barco e viu uma grande multidão, teve compaixão deles, porque eram como ovelhas sem pastor. Então começou a ensinar-lhes muitas coisas.” Marcos 6:34.

Não olharemos nesse momento para a admirável facilidade com que Jesus se desconcentrava de suas próprias necessidades e de seu pequeno grupo de discípulos, projetando-se para o próximo. O que chama ainda mais a nossa atenção é que, ao ver uma multidão com tantas necessidades sociais que pareciam ovelhas perdidas, Jesus oferece como resposta o ensino intensivo sobre o Reino de Deus (com Lc 9:11). Ensinar foi tão fundamental que a fome ficou em segundo plano. Mesmo quando Jesus finalmente decidiu suprir com alimento, ainda fez isso de modo a ensinar aos discípulos: “Deem-lhes vocês algo para comer”.

Considere isso, você tem disposição para colocar o ensino sobre o Reino de Deus como resposta fundamental para as necessidades sociais? Você pode projetar-se para fora de suas próprias necessidades, levar as pessoas para quem ministra a também negarem-se a si mesmas, e centralizar todo o seu trabalho no conhecimento e na prática da vontade de Deus? Paulo cumpriu a missão dessa maneira, por isso disse aos tessalonicenses: “A vontade de Deus é que vocês sejam santificados” 1Ts 4:3.

Com um coração quebrantado, cheio do Espírito de Deus, você olhará com grande compaixão para a dolorosa necessidade social que marca as pessoas à nossa volta. Quando isso acontecer, desafie o pensamento comum: ensine os que sofrem a submeterem-se ao governo de Deus.
.....................
Para ver os outros artigos dessa série <clique aqui>.
.....................
Meu trabalho é mantido biblicamente: se tem sido uma bênção para você e deseja cooperar financeiramente, deposite sua oferta para José Bernardo, no Banco Itaú, ag. 3785, c/c 07051-1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.