26 de fev de 2014

A família e a sexualidade sadia

A sexualidade do adolescente na perspectiva da construção da família.

Série: A família do Adolescente
Tempo de leitura: 3 minutos

Algo que caracteriza a pós modernidade em que nossos adolescentes nasceram e vivem é que o propósito de vida se resumiu ao entretenimento. Tudo deve ser diversão: estudo, trabalho, relacionamento e até a igreja. Pastores palhaços e cultos show avisam que nada deve ser levado a sério. A vida é uma grande brincadeira. O último ideal dessa geração é se tornar personagem de um jogo digital e viver em diversão infinita. Isso atestam muitos filmes para os adolescentes com essa temática. Nesse ambiente o sexo é apenas mais do mesmo: diversão e entretenimento.


O sexo como recreação é ensinado nas escolas e insistentemente promovido pela mídia. Contrariamente a isso aprendemos de Deus que o sexo é uma função do casamento. A Bíblia não nega a importância do prazer sexual, inclusive como uma necessidade fisiológica, porém esse prazer está longe da diversão em que se tornou nesses dias, para essas gerações. O sexo conforme as Escrituras está inserido no casamento, propósito divino para o ser humano. O sexo conforme o mundo é um evento isolado na busca permanente por entretenimento. Isso inclui a pornografia, a masturbação, o homossexualismo e outras parafilias.

Esperamos que os adolescentes se inspirem na vida conjugal de seus pais para desejarem construir um relacionamento heterossexual permanente, dentro do qual o sexo sirva para satisfação mútua. Isso não será fácil, já que as distorções dos costumes e as perversões
em nossa sociedade são capazes de destruir as capacidades necessárias para a realização desse ideal divino. A castidade, a fidelidade, a sensibilidade, o amor genuíno e altruísta, a pureza mental, se desvanecem facilmente e sua falta incapacita as pessoas para o sexo conforme Deus. Para todo esse mal o mundo que jaz no maligno conta com um aliado muito próximo e traiçoeiro: nossa própria carne.

Então, antes de perderem a batalha contra a carne, precisamos preparar nossos adolescentes para esmurrar e subjugar seu corpo como um lutador de full contact faria. A luta contra a carne é necessária e urgente para se conquistar a coroa eterna de uma vida dentro da boa e agradável vontade de Deus. Nossos adolescentes não podem esperar até se tornarem adultos para então começarem a vencer a carne. Eles estão no octógono agora e é melhor pegarem a carne de jeito!

Ao tratar desse tema devemos ajudar nossos adolescentes aprofundando alguns assuntos como: a alternativa cristã ao entretenimento, o real propósito da vida; a castidade que deve abranger toda a sexualidade e não apenas o coito; a necessidade de restaurar a confiança no casamento, apesar dos maus exemplos.
.......
Este será o tema do quarto dia da Conferência 'Fala Moçada' da Consciência Cristã Teen no domingo - 02/03/20014 - 19h às 21h. Depois os adolescentes serão encaminhados para o auditório principal para a palestra de Paul Washer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.