7 de dez de 2007

Pense nisso

Qual o preço da santidade? O capítulo dezesseis do lívro de Juízes conta que os líderes dos filisteus desejavam tanto destruir a vida e o ministério de Sansão, que cada um se propôs a dar cerca de 13 quilos de prata a Dalila, se ela conseguisse descobrir como fazê-lo.

É difícil imaginar o quanto isso significava. Ao preço de hoje poderia representar R$ 11.200,00 - uma doação significativa para destruir a santidade de um homem! Mas pode ter representado muito mais.

No capítulo seguinte vemos que um levita foi empregado pelo salário de 120 gramas de prata ao ano, mais casa, roupa e comida. Se 10 gramas de prata fossem meio salário mínimo de hoje, os treze quilos que cada filisteu pagou pela santidade de Sansão poderiam representar algo próximo de um quarto de milhão de reais! Isso não deveria nos surpreender. Os filisteus de hoje ainda estão dispostos a pagar muito dinheiro para destruir a santidade da Igreja de Cristo e de seus líderes.

Cada vez que um comercial de televisão promove o consumismo, freqüentemente usando o apelo sexual, a empresa paga de sessenta a cem mil reais por trinta segundos. O pagamento para uma mulher posar nua é, em média, meio milhão de reais. Os investimentos nas indústrias de fumo e álcool é de bilhões e sua propaganda é dirigida inclusive a crianças e adolescentes. Olhando para o esforço do mundo em destruir a santidade, promovendo o pecado com os melhores recursos da indústria e do marketing, quanto os cristãos estão dispostos em investir para promover a santidade?

Faça sua contribuição para o Fundo para Promoção da Santificação [ProS]. Deposite qualquer valor na conta da AMME Evangelizar: Banco do Brasil, agência 3279-4, conta 20.279-7. Você deve enviar uma cópia do depósito para a AMME e informar que a oferta se destina ao fundo, assim o recurso será destinado exclusivamente à promoção da santidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bem vindo seu comentário que honre e exalte a santidade do Senhor.